Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Aumenta o número de roubos de celulares no Sul de Minas

Aumenta o número de roubos de celular no Sul de Minas (foto: divulgação)

Aumenta o número de roubos de celulares no Sul de Minas (foto: divulgação)

Cinco adolescentes agrediram duas pessoas com murros e pontapés e roubaram celulares na noite da última segunda-feira (1) em frente ao Santuário Imaculado Coração de Maria, no Centro de Pouso Alegre (MG). O caso é um exemplo de como o roubo de celulares vem ganhando espaço nas ocorrências criminais na região, segundo levantamento da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

De acordo com a Seds, de janeiro a julho deste ano, na Região Integrada de Segurança de Pouso Alegre, foram registrados 82 roubos de celulares contra 73 no mesmo período de 2013. Na área de Poços de Caldas (MG), houve 142 ocorrências do tipo em 2014, enquanto 76 aconteceram um ano atrás. Já na região de Lavras (MG), os registros passaram de 41 para 86 entre os primeiros sete meses de 2013 e 2014.

Na mesma comparação, todo o estado de Minas Gerais teve quase 6 mil roubos de celulares a mais do que no ano passado. Apenas neste ano, a a Seds contabilizou 15.570 ocorrências. O órgão informa que o número representa cerca de um terço de todos os tipos de roubos.

Segundo o Tenente da Polícia Militar de Lavras, Alexandre Reis, a principal orietanção para se proteger de roubos é evitar deixar à vista qualquer objeto de valor. “As pessoas precisam ficar atentas quando transitam em via pública ou durante uma aglomeração de pessoas. Alguns jovens têm a mania de deixar o aparelho no bolso de trás da calça e metade do celular fica à mostra. Numa aglomeração, alguém pode esbarrar e roubar o aparelho sem que a pessoa perceba”, explica.

Orientação
Assim que o roubo ou a perda do aparelho for identificada, o proprietário pode bloquear o celular por meio da operadora, assim como acontece com o chip. Em alguns casos, é preciso ter em mãos o IMEI, que é a identificação internacional do aparelho. O IMEI pode ser localizado na nota fiscal do produto. É possível ainda consultá-lo na etiqueta que existe no local da bateria ou discando *#06# no próprio aparelho.

Os aparelhos bloqueados entram para um cadastro nacional. Uma vez recuperado o celular, deve-se fazer o mesmo procedimento para desbloqueá-lo.

Do G1

Seja o primeiro a comentar