Edição
Edição
Sulminas146

Minas

BDMG lança edital de R$ 50 milhões para projetos voltados às questões climáticas

Podem ser financiadas ações de mobilidade urbana, gestão de resíduos urbanos, eficiência energética e adaptações às mudanças do clima.

Artigo por Agência Minas

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) disponibiliza linha de crédito de R$ 50 milhões, por meio de recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), para financiamento de projetos relacionados com questões climáticas e com a universalização de serviços básicos. O edital está aberto a municípios, consórcios intermunicipais e concessionários de serviços públicos. Podem ser financiados projetos de mobilidade urbana, gestão de resíduos urbanos, eficiência energética e adaptações às mudanças climáticas.

Para a seleção das propostas apresentadas serão utilizados indicadores específicos descritos no edital da linha de financiamento. Um dos parâmetros considerados será a posição do município no Índice Mineiro de Vulnerabilidade Climática, da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam).

Além dos critérios técnicos, relacionados ao investimento que se pretende realizar, serão avaliadas a capacidade de endividamento do proponente, conforme limites previstos na Resolução 43 do Senado Federal; a adimplência cadastral e financeira com o BDMG; e a inexistência de pendências em projetos anteriores financiados pelo BDMG. As propostas podem ser preenchidas por meio de formulário específico disponível no site www.bdmg.mg.gov.br até 15 de dezembro de 2015.

Segundo o diretor Financeiro e de Crédito do BDMG, Rogério Sobreira, muitos municípios encontram dificuldades em formatar projetos. Por isso, haverá uma capacitação técnica para que os gestores públicos possam elaborar as propostas. “Muitas vezes essa dificuldade é o elemento central que faz com que o município não tenha o acesso ao crédito. O BDMG, juntamente com a Cemig, Servas, Feam e Fundação João Pinheiro, fará uma experiência-piloto de capacitação em novembro, e esperamos que essa iniciativa seja implementada de modo perene a partir do ano que vem”, ressalta.

Siga o Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar