Edição
Edição
Sulminas146

Agenda

Boa Esperança recebe semifinal e final do 44º Festival Nacional da Canção

Boa Esperança recebe semifinal e final do Fenac (foto: divulgação)

Boa Esperança recebe semifinal e final do Fenac (foto: divulgação)

Por Petterson Rodrigues
Boa Esperança. MG

A cidade de Boa Esperança vai receber a semifinal e final do 44º Festival Nacional da Canção (Fenac) entre os dias 4 e 7 de setembro. O município do Sul de Minas é considerado o berço do Fenac (leia abaixo). Na programação do Festival, Almir Sater toca no próximo sábado (6), a partir das 21h, no Radium Clube Dorense.

As etapas classificatórias aconteceram em seis importantes municípios mineiros. Em Extrema, nos dias 1 e 2 de agosto; Formiga, nos dias 8 e 9 de agosto; Varginha recebeu os músicos nos dias 15 e 16 de agosto; em seguida, Guapé, nos dias 22 e 23 de agosto, Três Pontas, Terra de Milton Nascimentos, nos dias 29 e 30 de agosto.

Agora, para conhecer os grandes ganhadores da edição 2014, Boa Esperança aguarda a chegada dos músicos e de turistas para acompanharem o grande evento. Durante o 44° Festival Nacional da canção acontecerá, também, o 5° Festival Nacional da Cultura. Uma oportunidade para o público assistir, de graça, às apresentações de dança, teatro, música erudita e instrumental.
O Fenac é para todos os estilos musicais, sem restrição.

A História do Festival

O festival iniciou no Sul de Minas, em 1971, como Festival da Canção de Boa Esperança. Na época, era a oportunidade de manter tradições e garantir espaço para os novos artistas. Também uma oportunidade para os compositores demonstrarem seus
sentimentos por meio da música, principalmente o inconformismo com a situação política brasileira.

O problema, é que todas as músicas inscritas tinham que passar pela censura e muitas delas eram vetadas. Foi ai que o festival deixou sua história marcada. Como a censura era realizada em Belo Horizonte e não existia fiscalização durante o evento em Boa Esperança, o festival passou a “burlar” os censores, modificando apenas os títulos das músicas vetadas pela comissão.

Hoje a história mudou. O talento ganhou espaço e o palco é livre para o protesto e para a música de qualidade, de todos os estilos. Em 2005, o Festival da Canção de Boa Esperança se reinventou e se transformou no Festival Nacional da Canção passando a ser realizado em outras cidades e gerando mais oportunidade aos compositores e intérpretes de todo o Pais.

Ao mesmo tempo o Fenac, que tem o apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e da Lei Rouanet, ampliou também suas apresentações levando mais do que novas trilhas musicais para o público das cidades que recebem o evento. Por meio do Festival Nacional da Cultura, que acontece simultaneamente, o evento ganhou as ruas com mostras culturais diferentes como teatro, mágica, dança, música erudita e instrumental. Tudo de graça.

Outras informações no site: www.festivalnacionaldacancao.com.br

Seja o primeiro a comentar