Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Cerca de 90% das ligações recebidas pelo Samu no Sul de Minas são trotes ou desvios

Serviços são prejudicados com ligações de pessoas que “pedem música” ou pedem telefones de médicos.

Do Sulminas146

O Samu do Sul de Minas, com base em Varginha, completou 30 dias de funcionamento e constata números constrangedores. A cada 10 ligações, apenas uma resulta em atendimento. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, 90% dos telefonemas são trotes ou desvios de informações, como pessoas que ligam para “pedir música” que pedem telefones de médicos, informações, entre outras coisas.

Das ligações recebidas, 90% são trotes (Foto: Reprodução EPTV)

Das ligações recebidas, 90% são trotes (Foto: Reprodução EPTV)

Nos primeiros 30 dias de trabalho, o serviço que é voltado apenas para urgências e emergências recebeu 27.330 ligações. Destas, 812 foram canceladas, 4.532 interrompidas pelo usuário e quase 12 mil, eram para solicitar informações sobre médicos, unidades de saúde ou pedir serviços que não são de urgência, como a remoção de curativos e pedidos de injeção.

“Com essa perda dessa informação, no momento que uma vítima, num caso agudo, ou num caso iminente de morte, acaba atrasando”, explicou a coordenadora e responsável técnica da unidade, Marilene Elvira de Faria Oliveira, em entrevista ao G1. Todo o serviço fica prejudicado e os trotes tem acontecido com cada vez mais frequência. Em apenas um mês de funcionamento, a quantidade de trotes já chega a 25%.

Apesar do grande número dos trotes, o Samu, que pode ser acionado pelo 192, espera que a população do Sul de Minas se conscientize e ressalva que o serviço é apenas para urgência e emergência. Além disso, é importante ressaltar que segundo o artigo 266 do código penal brasileiro, passar trote é crime e a pena varia entre 1 e 3 anos de prisão, além de multa.

Leia também:

Durante carnaval, maioria das ligações para o SAMU no Sul de Minas foi de trote

 

Seja o primeiro a comentar