Edição
Edição
Sulminas146

Cidades do Sul de Minas devem ter SAMU a partir de outubro

Por Petterson Rodrigues
Do Sul de Minas

A região do Sul de Minas deverá contar com o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) a partir de outubro. Após reuniões com governo estadual e federal, na companhia de prefeitos, representantes do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas (Cissul) confirmaram o inicio das atividades, conforme anunciado no site da entidade para o dia 1º de outubro, porém há possibilidades de atraso.

Segundo informações do Cissul, o governo federal custeou 43 ambulâncias que estão estacionadas em um galpão Varginha, prontas para serem utilizadas. O governo de Minas destinou recursos para aquisição de materiais, equipamentos, medicamentos, obra para sede e realização de treinamentos.

Ministro da Saúde Arthur Chioro recebe representantes do Cissul

Ministro da Saúde Arthur Chioro recebe representantes do Cissul (foto: divulgação Cissul)

Cento e cinquenta e três cidades da região integram o consórcio e serão contempladas com os serviços do SAMU. O Cissul foi responsável na realização dos processos licitatórios dos medicamentos e equipamentos, além de gerenciar as obras da sede e das 34 bases descentralizadas nos municípios, onde ficarão as ambulâncias e equipes de trabalho.

“O custeio da folha de pagamento dos funcionários do SAMU, de responsabilidade conjunta dos Governos Estadual e Federal, era a peça que faltava em nosso quebra-cabeça. Com os compromissos assumidos pelos representantes dos Governos, poderemos providenciar, nos próximos dias, a homologação do processo de contratação e a convocação dos funcionários para início imediato das atividades”, explicou João Gualberto Rezende Júnior, Secretário Executivo do Cissul, ao site da entidade.

A sede do SAMU na região será Varginha e outras 34 bases descentralizadas serão construídas para facilitar a operacionalização no Sul de Minas.

Serão 9 ambulâncias de Suporte Avançado, que ficarão nas cidades de Alfenas, Itajubá, Lavras, Passos, Piumhi, Poços de Caldas, Pouso Alegre, São Lourenço e Varginha. Outras 34 ambulâncias de Suporte Básico ficarão nas cidades de Aiuruoca, Alfenas, Boa Esperança, Cambuí, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Cássia, Caxambu, Delfinópolis, Extrema, Guapé, Guaxupé, Itajubá, Lambari, Lavras, Luminárias, Machado, Nepomuceno, Nova Resende, Ouro Fino, Paraisópolis, Passos, Piumhi, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Santa Rita de Caldas, Santa Rita do Sapucaí, São Gonçalo do Sapucaí, São Lourenço, São Roque de Minas, São Sebastião do Paraíso, Três Corações, Três Pontas e Varginha.

Procurados por telefone e por email para confirmação do início das atividades no dia 1º de outubro, a reportagem do Sulminas146 não teve retorno do secretário executivo do Cissul, João Gualberto Rezente Junior e do assessor José Luiz Fernando Nogueira. Inicialmente previsto para iniciar em janeiro deste ano, foi adiado por dois meses por questões de liberação de verbas e não aconteceu, e agora está previsto para iniciar em outubro. Outras pessoas que estão ligadas à entidade garantiram ao Sulminas146 que a inauguração não deve ocorrer no início de outubro.

1 comentário

  1. Consócio anuncia adiamento do SAMU no Sul de Minas - Sulminas 146

    […] do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) não será mais dia 1º de outubro. Conforme antecipado pelo Sulminas146, o adiamento, apesar de não confirmado pelos representantes do Consórcio, estava praticamente […]