Edição
Edição
Sulminas146

Cissul volta atrás e cancela inauguração do SAMU no Sul de Minas

Consórcio adia mais uma vez o início do SAMU no Sul de Minas e população se revolta. Não há data prevista para início das operações

Por Petterson Rodrigues
Do Sul de Minas

Solenidade foi cancelada

Solenidade foi cancelada

Mais uma vez o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas (Cissul) adiou a inauguração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no Sul de Minas. Em comunicado nesta terça-feira, o Consórcio cancelou a solenidade marcada para sexta-feira (1), às 14 horas, em Varginha. Os motivos apresentados foram a “impossibilidade de preenchimento dos cargos de médicos” e “atrasos de até 60 dias nos incentivos financeiros  de custeio repassados por parte do Governo Estadual”.

Dos 106 postos para o cargo, só 40 foram preenchidos. Um dos principais motivos alegados pela maioria dos médicos que passaram no concurso seria que o salário de R$ 5.039 por 24 horas semanais não é atrativo.

“Tão logo seja possível o preenchimento de todas as vagas e a efetivação dos repasses aos hospitais, será possível determinar uma nova data para a inauguração da Central de Regulação e o início das atividades do SAMU no Sul de Minas”, diz um trecho da nota (leia na íntegra logo abaixo).

Inicialmente previsto para iniciar em janeiro deste ano, o SAMU na região foi adiado por dois meses por questões de liberação de verbas e não aconteceu. Remarcado para iniciar no início de outubro, alegando não liberação de verbas pelo Estado de Minas Gerais, o Cissul programou a inauguração para 1º de novembro.

Após o anúncio do adiamento e sem data prevista para inauguração, muitas pessoas se mostraram revoltadas, comentando no Facebook a situação do SAMU na região. Muitos profissionais aprovados nos processos de trabalho do projeto estão aguardando o início para começarem suas atividades.

“Deprimente ver a ineficiência nas mãos de poucas pessoas que detém o poder. Ou acha que somos incapazes, enfermos mentais ou gostam de nos fazer de otários mesmo. Não pensam em nenhum minuto, conscientes, na população e nos profissionais que aguardam. Pensam apenas em seus egos amorfos cheio de podridão”, escreveu um internauta na fanpage do Cissul no Facebook.

Comunicado fala dos motivos do adiamento do SAMU

Comunicado fala dos motivos do adiamento do SAMU

Leia mais:

Consórcio anuncia adiamento do SAMU no Sul de Minas

Governo de MG contesta Cissul pelo atraso do SAMU

Cidades do Sul de Minas devem ter SAMU a partir de outubro

Acompanhe Sulminas146 no Twitter e no Facebook.

1 comentário

  1. Impasse entre estado e governo federal atrasa implantação do Samu - Sulminas 146

    […] Cissul volta atrás e cancela inauguração do SAMU no Sul de Minas […]