Edição
Edição
Sulminas146

Delfim Moreira

Delfim Moreira conserva arquitetura da Antiga Estação Ferroviária

Local é tombado desde 2008, pelo Conselho Municipal de Patrimônio, por seu valor histórico, artístico e arquitetônico

Do Sulminas146 *

A cidade de Delfim Moreira, no Sul de Minas, teve nos trilhos do trem e a estação ferroviária um papel fundamental para consolidar sua participação na produção e exportação de marmelo entre os anos 40 e 70.

Construída em 1.927, a Antiga Estação Ferroviária constituiu-se no decorrer do tempo, como um precioso bem representativo da história local. E o município mantém viva a Antiga Estação Ferroviária, que é um exemplo de arquitetura da primeira metade do Século XX.

O edifício representa o momento de maior prosperidade econômica do antigo povoado, além de recriar no imaginário dos mais antigos, as transformações sociais e culturais decorrentes de um meio de transporte rápido e eficiente, que alterou as noções de tempo e espaço.

Estação de Delfim de 2002 (Foto: Cessão Marco Giffoni)

Estação de Delfim de 2002 (Foto: Cessão Marco Giffoni)

A Estação Ferroviária foi o portal de entrada daqueles que chegavam a Delfim Moreira, pela linha que era da cidade até Itajubá, um percurso de cerca de 35 quilômetros, em região montanhosa. Serviu de inspiração para a denominação do distrito, na ocasião de sua emancipação político-administrativa,em 1938.

O transporte de cargas, assim como o embarque e desembarque de passageiros na estação, perdurou desde a sua construção até o ano de 1.961, quando em 30 de junho daquele ano a linha foi extinta.

O Edifício permaneceu vazio até a década de 1970. Em 1986, a Prefeitura adquiriu a posse do imóvel. Nos últimos anos, seu espaço passou a abrigar repartições do Poder Executivo e Legislativo.

Em 2008, por meio do Decreto Nº 3285/2008, foi feito o tombamento da Antiga Estação pelo Conselho Municipal de Patrimônio, por seu valor histórico, artístico e arquitetônico.

Em 2009, foi aprovado pelo Fundo Estadual de Cultura o Projeto de Reforma e Revitalização do prédio. Após conclusão da reforma, em 2011, inaugurou-se no local o Centro Cultural “Pe.Arlindo Giacomelli”.

Atualmente, funcionam na Antiga Estação Ferroviária o Departamento de Turismo, o Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira, implantado com recursos do programa Mais Museus do Instituto Brasileiro de Museus e uma Sala Multiuso, sendo um ponto de turismo na cidade para os visitantes.

* Com informações da Secretaria Municipal de Educação e Cultura

Leia mais:

Delfim Moreira recupera vocação pelo turismo gastronômico

Seja o primeiro a comentar