Edição
Edição
Sulminas146

Aiuruoca

Dengue: controle deixa cidades do Sul de Minas com estatística zerada

Ao menos 26 municípios na região não registraram nenhum caso da doença. Em Carmo de Minas, ‘armadilhas’ para mosquito ajudam no monitoramento.

Pneus em bairros funcionam como 'armadilhas' para monitorar mosquitos

Pneus em bairros funcionam como ‘armadilhas’ para monitorar mosquitos (Foto: Reprodução EPTV)

Enquanto muitas cidades enfrentam epidemias de dengue, alguns municípios do Sul de Minas são exemplo no combate à doença. Ao menos 26 cidades da região não registraram nenhum caso de dengue. Em Carmo de Minas, algumas estratégias elaboradas pela Vigilância Epidemiológica contribuem para o número 0 em casos de dengue.

Na cidade são quatro agentes de saúde e duas formas de evitar o aedes aegypit: o combate nas casas e as armadilhas. As armadilhas são feitas de pneus com água colocados em vários pontos da cidade. Eles atraem os mosquitos, que depositam as larvas.

Semanalmente essas larvas são recolhidas e levadas para um laboratório que fica na Secretaria de Saúde. Confirmado que é uma larva do aedes, toda a atenção se volta para a região onde está o pneu.

“Tem caso de larva do mosquito [da dengue], a gente faz a delimitação do terreno, do local onde foi encontrado as larvas, jogamos larvicida e monitoramos [o local] mais do que o normal a ser feito”, explica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Maisa Costa Reis.

LEIA TAMBÉM:

Dengue: Minas Gerais tem 17 mortes confirmadas

Com 3 mil casos confirmados, dengue assusta Sul de Minas

Já nas casas, o trabalho é de orientação aos moradores e eliminação de possíveis focos do mosquito. A população cuida de cada residência eliminando qualquer objeto que possa virar depósito da larva do mosquito.

Na casa da Jaqueline Coli, além das flores tem uma piscina, mas ali o serviço é dividido para não dar espaço ao mosquito. “Todo dia minha sogra vê as plantinhas dela, tira a água do vaso que sobra e eu três vezes por semana mexo na piscina, faço a limpeza. Quando a gente cuida, aí é mais difícil ter o problema”, explica.

De acordo com o último levantamento feito pela Vigilância Epidemiológica do município, em Carmo de Minas só tiveram três casos, mas de pessoas que pegaram a dengue em outra cidade. Quando foi registrada a doença, as pessoas ficaram isoladas em casa para evitar que um mosquito picasse e transmitisse a doença.

Confira abaixo a lista de todos os municípios do Sul de Minas que não registraram casos de dengue, segundo levantamento da EPTV Sul de Minas nas secretarias municipais de saúde:

Alterosa – 0 confirmado e 7 notificados
Bom Jesus da Penha – 0 confirmados e 2 notificados
Cristais – 0 confirmado e 3 notificados
Heliodora – 0 confirmado e 2 notificados
São Bento Abade – 0 confirmado e 8 notificados
São José da Barra – 0 confirmado e 0 notificado
Serranos – 0 confirmado e 0 notificado
Serrania – 0 confirmado e 25 notificados
Senador Amaral – 0 confirmado e 2 notificados
São Tomás de Aquino – 0 confirmado e 11 notificados
Aguanil – 0 confirmado e 4 notificados
Aiuruoca – 0 confirmado – nao soube informar notificações
Alagoa – 0 confirmado e 0 notificado
Bom Repouso – 0 confirmado e 0 notificado
Cana Verde – 0 confirmado e 10 notificados
Carvalhos – 0 confirmado – nao soube informar notificações
Cordislândia – 0 confirmado e 5 notificações
Conceição dos Ouros – 2 confirmados, mas são casos importados e 22 notificações
Córrego do Bom Jesus – 0 confirmado e 1 notificação
Dom Viçoso – 0 confirmado e 2 notificações
Marmelópolis – 0 confirmado e 2 notificações
Olímpio Noronha – 0 confirmado – não soube informar notificações
Pouso Alto – 0 confirmado e 2 notificações
São João da Mata – 0 confirmado e 0 notificado

Em Minas Gerais

No último balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, já são 32.323 casos de dengue confirmados no estado. No Sul de Minas, Lavras é uma das cidades com o maior número de casos: 1787 confirmados.

Do G1

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar