Edição
Edição
Sulminas146

Aiuruoca

Documentário será filmado na Mantiqueira e no Caminho dos Anjos

Curta metragem, com aproximadamente 25 minutos, será realizado nas montanhas mágicas da Mantiqueira e como pano de fundo o Caminho dos Anjos.

Cachoeira dos Garcias, em Aiuruoca, é um dos símbolos do Caminho dos Anhos

Cachoeira dos Garcias, em Aiuruoca, é um dos símbolos do Caminho dos Anjos, na Serra da Mantiqueira (foto: Flavia Vilela)

O documentário “Travessia”, dirigido pela diretora de cinema Flavia Vilela, será filmado nas montanhas mágicas da Mantiqueira, no Sul de Minas, e terá como pano de fundo o Caminho dos Anjos, percurso de 231 quilômetros que passa por várias cidades da região e pelo Parque Estadual da Serra do Papagaio.

“As montanhas são o pano de fundo para contarmos a história de um homem que se propõe a atravessar uma montanha em busca de um caminho para algum lugar. O documentário nos mostra que esse lugar que ele procura é dentro de si, mesmo e ele só descobre quando se encontra com essa montanha e seus personagens reais. Plagiando Fernando Pessoa:“É o tempo da travessia: e, se não ousarmos,fazê-la, teremos ficado, para sempre,à margem de nós mesmos.”.

É um filme que mistura ficção (personagem, condutor da história) e realidade (personagens reais e a vida na montanha), baseado no prisma que toda vida pode ser interessante,basta como olhamos para ela”, comenta Vilela, que é natural de Serranos, também no Sul de Minas.

A cineasta fez o Caminho dos Anjos, onde percorreu em 10 dias no mês de novembro do ano passado. “Eu realmente acredito que não há nada mais belo do que esse encontro: um homem e uma montanha”. O relato de Vilela sobre a caminhada é marcante e dá o tom que pode ter o filme. Para ela foi renovador e transformador.

“Dizem que assim como a França tem todas as paisagens da Europa, Minas tem quase todas as paisagens do Brasil, exceto o mar (ainda). Só que a diferença é que lá existem catedrais e, em Minas, Igrejinhas. Pois foi justamente numa Igrejinha que fui parar. Uma igrejinha que virou santuário, em Alagoa, pelos milagres que concedia. A Igreja não, mas a sua santa: Nhá Chica.”

LEIA TAMBÉM:

Caminho dos Anjos, no Sul de Minas, atrai peregrinos, romeiros e amantes da natureza

Caminho dos Anjos: uma travessia pelas montanhas mágicas da Mantiqueira

Além de Flavia, o filme terá produção de Vinicius Cristóvão, co-roteirista Amanda Reis Tavares, a fotografia será feita por Fábio Nascimento e Vinicius Berger. Os trabalhos serão conduzidos pela produtora Rococó Filmes. As pesquisas devem começar entre junho e julho e os inícios das filmagens estão previstos para os meses de setembro e novembro. O lançamento do filme deve acontecer em 2016.

“Percorreremos cidades pequenas, vilas, comunidades quilombola (como uma existente em Alagoa), o, Matutu, (Aiuruoca), o Gamarra (Baependi), a capela,
comunidade de descendentes de índios (Serranos). É nesse espaço que encontramos o artesanato típico mineiro (feito na palha), onde se encontram as bordadeiras, as tricoteiras, a moda de viola, a cozinha típica, o sertanejo e sua pequena roça, o montanhismo, comunidades hippies ao lado de uma cidade tipicamente religiosa, (como Aiuruoca). É nessa miscelânea de pessoas e vidas que queremos mostrar como ainda somos demasiadamente barrocos’, conta Vilela.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

1 comentário

  1. Serra da Mantiqueira está em coleção internacional de livros - Sulminas146 - Notícias do Sul de Minas

    […] Documentário será filmado na Mantiqueira e no Caminho dos Anjos […]