Edição
Edição
Sulminas146

Extrema

Extrema é a melhor cidade brasileira pelo índice Firjan de 2015

Criado pelo Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) para acompanhar o desenvolvimento socioeconômico do país, o IFDM avalia as condições de Educação, Saúde, Emprego e Renda de todos os municípios brasileiros.

Foto: divulgação
Extrema é a primeira do ranking do índice Firjan
Extrema é a primeira do ranking do índice Firjan

Extrema, no Sul de Minas, foi o município brasileiro com o melhor desempenho na mais nova edição do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal de 2015(IFDM), que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios do país em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde.

O destaque positivo do índice é a cidade de Extrema (MG) – que saiu da 569ª colocação em 2005 para a primeira posição no ranking nacional na edição deste ano. Do último levantamento para o atual, a cidade passou da 30ª para o topo da classificação nacional, tendo apresentado crescimento nas três vertentes, principalmente em Educação. Além disso, o município apresenta alto grau de desenvolvimento nas três áreas analisadas pelo índice, o que acontece em apenas 30 cidades do país. O índice foi divulgado em dezembro de 2015.

Seguida de São José do Rio Preto (SP), Indaiatuba (SP), São Caetano do Sul (SP), Vinhedo (SP), Concórdia (SP), Votuporanga (SP), Paraguaçu Paulista (SP), Jundiaí (SP) e Santos (SP), que está na 10ª posição – todas com alto nível de desenvolvimento.

Leia mais: As 10 melhores cidades para se viver no Sul de Minas, segundo Firjan

Em sua nova edição o estudo traz comparações com outros anos da série histórica e projeções sobre a evolução do desenvolvimento por conta da deterioração do cenário econômico.

O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada cidade em quatro categorias: desenvolvimento baixo, regular, moderado e alto.

Foram avaliados 5.517 municípios, que abrigam 99,8% da população. Ficaram fora do índice cinco cidades criadas recentemente, que ainda não possuem dados suficientes para análise, e 48 que não declararam ou possuem informações inconsistentes.

Leia mais: Veja ranking completo das melhores cidades para se viver no Sul de Minas

Na avaliação de 2005 a 2013, a FIRJAN destaca que a nota geral do país avançou 21,3%. Nestes oito anos, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 35%, foram gerados quase 16 milhões de postos de trabalho formais e houve aumento do rendimento médio em 28%.

Segundo Tatiane Sanchez, Chefe da Divisão de Pesquisa e Estatística do Sistema FIRJAN, “Pela primeira vez no nosso ranking, o primeiro colocado não é um município de São Paulo, desta vez é um município de Minas Gerais. Extrema, que é fronteira com São Paulo…Extrema é um caso especial, pois conseguiu reverter justamente as conquistas econômicas deles para a área social.”

No ranking geral do IFDM, a Firjan aponta que 60,3% das cidades possuem desenvolvimento moderado e apenas 7,8% registram alto desenvolvimento.

Veja o índice completo

Siga o Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar