Edição
Edição
Sulminas146

Minas

Gambá da orelha branca volta à natureza

Foto Reprodução.
Gambá na árvore
Edição Sulminas146.

No mês de julho, os veterinários do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) e os biólogos do Parque Estadual Serra Verde (PESV), em Belo Horizonte, fizeram a soltura de um exemplar de gambá de orelha branca, uma espécie considerada rara, pois possui uma distribuição espacial restrita a matas exóticas.

O gambá de orelha branca foi encontrado no terreiro de uma casa, em Belo Horizonte. O morador acionou, imediatamente, as autoridades competentes.

O recolhimento do animal foi feito pela polícia ambiental, que o encaminhou para o Ibama e este, por sua vez, o repassou ao Cetas. Recolhido, foi examinado e cuidado pela equipe de veterinários dos Cetas. Após avaliarem seu bom estado de saúde, recomendaram a soltura.

Leia também: Onça-parda é fotografada na Serra Fina, no Sul de Minas

O animal recebeu o nome de Moisés, uma homenagem ao biólogo que retirou o animalzinho, ainda assustado, de dentro da caixa para devolver-lhe a liberdade.

As equipes do Cetas e o PESV soltaram, ainda, mais de 200 aves, além de um grupo de micos e aves de rapina.

Da Ascom/Sisema

Seja o primeiro a comentar