Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Funcinária do governo de MG contesta Cissul pelo atraso do SAMU no Sul de Minas

Presidente de consórcio justifica adiamento do SAMU em razão de atraso no repasse de recursos e funcionária rebate informação

Por Petterson Rodrigues
Do Sulminas146

Comunicado do Cissul justifica atraso

Comunicado do Cissul justifica atraso

A assessora de Comunicação Social do Governo de Minas Gerais, Gisele Bicalho, usou uma rede social neste sábado (27) para contestar as informações do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas (Cissul), que divulgou comunicado na última quinta-feira sobre o adiamento da inauguração do atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o dia 31 de outubro. A inauguração estava previsto para o dia 1º de outubro.

“Não posso me calar, não posso me omitir quando o presidente (João Paulo Ribeiro) do Conselho Diretor do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas – CISSUL – divulga fatos que precisam ser corrigidos”, diz Bicalho no começo do seu post no Facebook.

Segundo o comunicado do Consórcio (leia mais aqui) assinado por Ribeiro, o atraso na inauguração foi por causa de “em virtude do atraso de repasse de recursos convênio nº 498/12 no valor total de R$ 1.907.506,70 de responsabilidade do Governo Estadual, estes recursos deveriam ser repassados aos consórcio em agosto para que tivéssemos tempo hábil para fazermos os procedimentos administrativos para inaugurarmos na data prevista”.

Mas a assessora rebate a informação e justifica: “o pagamento da última parcela do convênio de R$ 6,6 milhões foi feito em setembro de 2014 após os trâmites legalmente exigidos durante o período eleitoral e só não foi mais ágil porque o Consórcio CISSUL tinha pendências formais que só foram sanadas recentemente. Não é justo afirmar que o adiamento se deu por atraso de transferência de recursos pelo Governo de Minas.”

Gisele Bicalho afirma ainda em seu comunicado, de que a o funcionamento do SAMU no Sul de Minas é “prioridade absoluta” da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

Seja o primeiro a comentar