Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Guia de Aves incentiva proteção da Serra da Mantiqueira

Murucututu de barriga amarela (foto: Kassius Santos)

Murucututu de barriga amarela (foto: Kassius Santos)

O Instituto Alto-Montana lançou, em julho, o Guia de Aves da RPPN Alto-Montana. O guia foi elaborado com apoio do Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica durante a execução do projeto de elaboração do Plano de Manejo da RPPN, sendo repleto de fotos e informações sobre as espécies. O autor é o fotógrafo Kassius Santos, também responsável pelo levantamento sistemático da avifauna na área.

Com sede nas montanhas da Serra da Mantiqueira, localizado na Fazenda Pinhão Assado, em Itamonte, no Sul de Minas, o Instituto Alto-Montana da Serra Fina visa apoiar e promover ações de Conservação e Preservação da Mata Atlântica, por meio do estabelecimento de parcerias e execução de projetos socioambientais na região. Vinculada ao Instituto, a RPPN Alto-Montana está localizada na cabeceira da Bacia do Rio Verde, e apresenta 672 hectares de Mata Atlântica preservada, com Campos de Altitude e uma exuberante fauna.

“Com os primeiros levantamentos de aves realizados na RPPN Alto-Montana entre os anos de 2009 e 2010, já foram registradas cerca de 200 espécies nativas. A partir deste número ficou evidente a vocação da reserva para ações que envolvam as aves como eixo temático, tais como, a observação de aves, a educação ambiental, cursos, pesquisas, dentre outros. Tais ações auxiliam na sustentabilidade da RPPN. aproveitamos para aprofundar o levantamento das espécies e cataloga-las em formato de guia. Visando uma ampla divulgação, estamos disponibilizando o guia para download gratuitamente”, explicou Endy Bahia Arthur, coordenadora de Projetos do Instituto Alto-Montana.

O guia, na visão da coordenadora, ajuda no apelo pela proteção ambiental, já que apresenta indicadores para o grau de conservação e preservação de ecossistemas, demonstrando a quantidade e variedade das espécies encontradas na Serra da Mantiqueira.

Recentemente, entre os dias 13 e 15 de setembro, o instituto realizou o curso de iniciação à observação de aves, realizado na sede da entidade, em Itamonte. “pretendemos abrir às portas ao público de birdwatching e continuar oferecendo cursos, inclusive com outros enfoques dentro do tema. Recentemente aprovamos junto ao Tribunal de Justiça de Itamonte a impressão de alguns exemplares que serão distribuídos e utilizados em ações de educação ambiental com as escolas públicas do município de Itamonte”, comentou Endy.

Faça o download do guia aqui

Do Ambiente Regional

Seja o primeiro a comentar