Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Itajubá, no Sul de Minas, terá maior complexo da América Latina para inovação

SENAI investe R$ 370 milhões em Centro de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica.

Da FIEMG

O presidente da FIEMG, Olavo Machado Júnior, anunciou, para a cidade de Itajubá, investimentos de R$ 370 milhões na implantação do Instituto SENAI de Inovação – Centro de Desenvolvimento Empresarial e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica. O anúncio foi feito durante solenidade de comemoração dos 26 anos do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Itajubá (SIMMEI).

“A indústria de Itajubá é uma das que mais cresce em Minas. Com o complexo de laboratórios, não só as empresas da região, mas toda a indústria elétrica brasileira terá melhores condições de desenvolver sua própria engenharia”, destacou Machado Junior.

Cidade terá maior complexo da América Latina para inovação (foto: divulgação)

Cidade terá maior complexo da América Latina para inovação (foto: divulgação)

A estrutura que será construída no município contempla 210 mil metros quadrados e área útil de 60 mil metros quadrados, com laboratórios nas áreas de alta potência, alta tensão, elevação de temperatura, grau de proteção e atmosferas explosivas, para-raios, compatibilidade eletromagnética, ensaios mecânicos, óleos isolantes e calibração. A iniciativa é da Confederação Nacional da Indústria – CNI, FIEMG e Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares no Estado de Minas Gerais. Dos R$ 370 milhões previstos, R$ 80 milhões referem-se a financiamentos já aprovados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

O presidente da FIEMG reforçou ainda a intenção de continuar investindo na capacitação de mão de obra e aprimoramento técnico e tecnológico da unidade do Senai em Itajubá. “Este ano, investimos em novos equipamentos cerca de R$ 1,36 milhão. Em 2015, vamos aplicar mais R$ 8 milhões em infraestrutura dos laboratórios e oficinas e equipamentos”, garantiu.

O presidente do SIMMMEI, André Luiz Martins Gesualdi, lembrou a importância da atuação do SENAI na formação de mão de obra para a indústria local. “A escassez de trabalhadores qualificados é um dos grandes gargalos do setor e os investimentos do SENAI nessa área são fundamentais para suprir a demanda nos próximos anos”, disse.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar