Edição
Edição
Sulminas146

Aiuruoca

Mais de 150 cidades mineiras podem solicitar novas vagas no Programa Mais Médicos

Algumas cidades do Sul de Minas estão na relação como elegíveis: Delfim Moreira, Aiuruoca, Itajubá, Conceição do Rio Verde e Virgínia.

Com informações do Hoje em Dia

Para expandir o Programa Mais Médicos em todo o Brasil, e garantir a incorporação de 100% das vagas do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), o Ministério da Saude abriu edital que prevê a contratação de profissionais para 1.500 prefeituras. Em Minas Gerais, 166 municípios poderão solicitar novas vagas pelo programa.

“A ampliação do Mais Médicos dá nova oportunidade a esses municípios que, por algum motivo, não puderam aderir ao programa. A iniciativa atende a reivindicação de cidades do país inteiro por nova chance de integrar ou ampliar o número de profissionais”, ressaltou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Municípios e médicos terão até os dias 28 e 29, respectivamente, para confirmar sua participação e efetuar a inscrição no sistema do Programa no site. Pode participar as prefeituras do Provab 2014, que encerra em fevereiro, e aquelas de maior vulnerabilidade econômica e social.

De acordo com o ministério, foram priorizadas as cidades com 20% de sua população em extrema pobreza, com IDH baixo e muito baixo, localizadas no semiárido, Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Ribeira e nas periferias de capitais e regiões metropolitanas. Também foi garantida expansão para os distritos indígenas.

Prioridade

Os médicos brasileiros continuam tendo prioridade na seleção. E a partir de agora, eles terão três oportunidades para escolher o município em que irão atuar. Na inscrição, cada profissional definirá até quatro cidades de diferentes perfis, conforme a sua prioridade. Os candidatos concorrem somente com aqueles que optarem pelos mesmos municípios e, quem não conseguir alocação, terá acesso às vagas remanescentes.

Outra novidade é que os candidatos brasileiros poderão escolher entre os benefícios do Mais Médicos ou 10% nas provas de residência do país. Caso todas as vagas não sejam preenchidas, o edital será aberto aos brasileiros que se formaram no exterior e, em seguida, aos profissionais estrangeiros.

Seja o primeiro a comentar