Edição
Edição
Sulminas146

Marmelópolis, no Sul de Minas, tenta manter viva a tradição do marmelo

Nome da cidade retrata à fruta marmelo, que foi abundante até a década de 80 e 90 para a fabricação do doce marmelada.

Por Petterson Rodrigues
Do Sul de Minas

Cidade tenta manter tradição do marmelo (foto: divulgação)

Cidade tenta manter tradição do marmelo (foto: divulgação)

Na década de 60, mais de dois milhões de pés de marmelo foram plantados em Marmelópolis, o que deixou o município, que fica no Sul de Minas, como maior produtor de marmelo do país por vários anos. E também como maior produtor de marmelada, doce extraído da fruta. Hoje, a cidade que tem cerca de 3 mil habitantes, mantém pequenas propriedades com a plantação de marmelo (são somente seis produtores) e apenas uma pequena fábrica que faz a marmelada.

Segundo informações da história da cidade, o marmelo foi trazido por um militar português no século XVI. A fruta, típica do continente asiático, se adaptou muito bem na região, em razão do clima e das características da Serra da Mantiqueira.

O doce da marmelada se popularizou de uma forma que a cidade, entre as décadas de 40 e 70, atraiu algumas fábricas de doces para Marmelópolis, mas todas faliram ou fecharam suas unidades, principalmente nos anos 80.

Alguns produtores tentam manter viva a tradição do marmelo na cidade, além da única fábrica de marmelada no município.

“Com a iniciativa da nossa família, todos estão se animando, os produtores pediam uma fábrica na cidade para levantar os produtos. Tem plantação nova cidade e estão todos animados “, disse Moisés Ribeiro Cunha, dono da única fábrica de marmelada da cidade.

LEIA TAMBÉM:

Delfim Moreira conserva arquitetura da Antiga Estação Ferroviária

Esporte de aventura e ecoturismo em Passa Quatro são uma realidade

Local pacato, que fica na Serra da Mantiqueira e com locais de grandes elevações, como o Pico dos Marins, além de belas paisagens com cachoeiras, araucárias, vales, picos e trilhas ecológicas. E a lembrança em relação à história do marmelo permanece na cabeça de muitos moradores.

“A saudade é enorme, a gente vive aquele momento como se fosse hoje. Eu lembro do cheirinho” , lembrou Paulo César Ribeiro, um dos produtores da cidade e de família que já teve uma fábrica de marmelada.

Cidade possui cerca de 3 mil habitante e fica na Serra da Mantiqueira (foto: Divulgação CSM)

Cidade possui cerca de 3 mil habitante e fica na Serra da Mantiqueira (foto: Divulgação CSM)

História e beleza

Antigo distrito de Delfim Moreira, conhecido anteriormente como “Queimada”, em razão das grandes produções de marmelo foi emancipado em 1962 e recebeu o nome de Marmelópolis.

Com cerca de 3 mil habitantes, de povo acolhedor e simples, a cidade atrai turistas que buscam o contato com a natureza, montanhas, cachoeiras, pássaros e aventura, já que o município está entre montanhas, cuja região é propícia para os esportes de aventura.

Marmelópolis está localizado no Sul de Minas e pertence ao Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas. Tem a totalidade de seu território pertencente à Área de Proteção Ambiental (APA) Serra da Mantiqueira, abrigando também uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Terra da Pedra Montada. Fica cerca de 460 quilômetros da capital Belo Horizonte, 255 quilômetros de São Paulo e 305 do Rio de Janeiro.

Veja vídeo abaixo da década de 50 com um pouco da história do marmelo na cidade.

Com informações do programa Revista do Campo
Vídeo de Samir Haddad

Acompanhe Sulminas146 no Twitter e no Facebook.

1 comentário

  1. Delfim Moreira recupera vocação pelo turismo gastronômico - Sulminas 146

    […] Marmelópolis, no Sul de Minas, tenta manter viva a tradição do marmelo […]