Edição
Edição
Sulminas146

Notícias

Estado de Minas fica sem previsão para vacinação antirrábica

A campanha de vacinação antirrábica animal está suspensa nos 853 municípios mineiros e não há previsão de quando a imunização estará disponível. O Ministério da Saúde, responsável pela compra e distribuição das doses para os estados da federação, informou que o laboratório fornecedor não teve condição de atender a demanda e, por isso, foi necessário alterar o cronograma de entrega do produto. A raiva é uma doença infecciosa causada por um vírus que ataca os nervos periféricos de animais e seres humanos. O vírus se instala no sistema nervoso central e nas glândulas salivares, onde se multiplica.

Em Minas, mais de 3,3 milhões de cães e gatos podem ficar sem imunização este ano, o que aumenta o risco de contágio também das pessoas. Há confirmação de dois casos de raiva humana no estado. Em 2003, em Serra Azul de Minas, no Alto Jequitinhonha, foi confirmada uma morte com transmissão por cachorro. Em 2012, outro caso de raiva humana, em Rio Casca, na Zona da Mata, com transmissão por morcego. Em 2012, um cão morreu no Triângulo com diagnóstico de raiva animal.

No ano passado, 2,9 milhões de cães e mais de 408 mil gatos foram imunizados em Minas. A população canina teve cobertura vacinal de 96% e a felina, de 97%. Em Belo Horizonte, a campanha deste ano estava prevista para setembro, mas a expectativa do ministério é que os estoques sejam regularizados a partir de novembro, mas sem data definida. As doses serão distribuídas aos estados de acordo com os critérios epidemiológicos, mantendo a prioridade para locais com risco iminente de transmissão da raiva canina e felina e áreas de difícil acesso da Região Amazônica e de fronteiras com Bolívia e Paraguai.

Enquanto a situação não é regularizada, a Diretoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que faz o repasse da vacina para o interior, recomenda aos municípios intensificar outras ações de vigilância do Programa de Controle da Raiva. A SES informou que tem vacina antirrábica animal somente para situações de emergência, ou seja, para casos positivos da doença.

Do EM

Seja o primeiro a comentar