Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Parlamento Jovem de Minas tem início nos municípios

Em 2015, 41 cidades integram projeto da ALMG em parceria com PUC Minas e câmaras municipais.

Da ALMG

A partir desta segunda-feira (23), têm início os eventos de lançamento do Parlamento Jovem de Minas nos municípios participantes do projeto. Desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com a PUC Minas e câmaras municipais, o Parlamento Jovem estará presente em 41 cidades em 2015. A iniciativa, que neste ano tem a adesão de 14 novos municípios, tem o objetivo de estimular a formação política de estudantes do ensino médio.

Plenário recebeu Etapa Estadual da edição de 2014 do projeto (Foto: Sarah Torres)

Plenário recebeu Etapa Estadual da edição de 2014 do projeto (Foto: Sarah Torres)

Na região do Sul de Minas, Carvalhópolis, Extrema, Itajubá, Machado, Monte Sião, Ouro Fino, Pouso Alegre, Santa Rita de Caldas, São Lourenço, Três Pontas, Guaxupé, Poços de Caldas e São Sebastião do Paraíso estão participando do Parlamento Jovem. Confira todas cidades participantes no quadro abaixo,

Segundo Leandra Martins de Oliveira, uma das coordenadoras do Parlamento Jovem, cada cidade tem um formato para esse lançamento. “Normalmente é uma solenidade na câmara municipal, podendo ser em uma reunião ordinária ou em um evento à parte”, explica. A servidora da Escola do Legislativo da ALMG esclarece que são convidados para o lançamento as escolas participantes do projeto, autoridades, comunidade local e demais envolvidos. Depois dessa etapa, serão realizadas oficinas de formação para os alunos.

Os estudantes vão discutir neste ano o tema “Segurança Pública e Direitos Humanos” – pela primeira vez, a escolha foi feita pelos próprios alunos. O assunto promete provocar discussões acaloradas entre os participantes do projeto, uma vez que o Brasil ainda apresenta índices de criminalidade elevados e os jovens são as maiores vítimas da violência.

Como mostra o diagnóstico Mapa da Violência de 2013, os homicídios são a principal causa de morte de jovens de 15 a 24 anos no Brasil e atingem especialmente jovens negros do sexo masculino, moradores das periferias e áreas metropolitanas. Dados do Ministério da Saúde mostram que 52,63% dos 52.198 mortos por homicídios em 2011 no País eram jovens. Desse total de vítimas, 71,44% eram negros e 93,03% eram do sexo masculino.

Projeto forma uma rede de educação legislativa

No Parlamento Jovem de Minas, as câmaras municipais mobilizam escolas do ensino médio e fazem parcerias com universidades, órgãos públicos, empresas e organizações da sociedade civil para a implementação do projeto, formando uma extensa rede de formação política e educação legislativa em todo o Estado.

Na etapa municipal, os estudantes, com o auxílio de monitores das câmaras municipais, estudam o tema do projeto, debatem, elaboram e votam proposições de ação. A etapa regional fica sob a coordenação de municípios polo, com representantes das outras cidades vizinhas. Já a etapa estadual, realizada em Belo Horizonte, reúne representantes de todos os municípios e regiões participantes, sob a coordenação da Escola do Legislativo e da PUC Minas.

Ao final da etapa estadual, os estudantes votam propostas de ação para o poder público e de aperfeiçoamento da legislação sobre o tema estudado. O documento final com as propostas aprovadas é entregue à Comissão de Participação Popular da ALMG, que o analisa, emite um parecer e propõe um encaminhamento.

tabela

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar