Edição
Edição
Sulminas146

Pecuarista chora e se revolta ao ter gado atacado por cachorros no Sul de Minas

Em vídeo, José Benedito de Aquino se defende por ter matado três cachorros

Do Sulminas146

Pecuarista chora ao falar de ataque (foto: reprodução)

Pecuarista chora ao falar de ataque (foto: reprodução)

O pecuarista José Benedito de Aquino, que já foi preso por matar três cachorros em Ipuiúna, no Sul de Minas, se revoltou ao ter seu gado atacado novamente madrugada desta terça-feira.

Em vídeo, o pecuarista chega a chorar ao falar dos ataques e também da sua situação, uma vez que chegou a ser preso após matar cachorros. Segundo ele, o motivo foi porque seu gado sofria ataques dos animais.

Ainda na gravação, é possível ver ferimentos em um bezerro, que segundo ele foi causado por ataques de cachorro.

“Eu vou pegar essa bezerra aqui agora, eu vou levar ela para delegacia para fazer um Boletim de Ocorrência e para mostrar para o povo, porque eu fui preso por esse motivo porque eu matei três cachorros, eu vou levar para eles verem porque eu não sou esse monstro que todo mundo falou que eu tinha que apodrecer na cadeia. Eu matei os cachorros por esse motivo aqui. Eu não consigo trabalhar mais, eu não consigo dormir mais porque eu tenho que vigiar cachorro na hora de descansar”, relata o pecuarista no decorrer do vídeo.

No dia 29 de outubro, Aquino foi preso pela Polícia Militar após denúncias anônimas de que ele teria matado três cachorros. O fazendeiro confirmou que matou os cães em defesa da sua novilha, que segundo ele tinha sido atacada e uma orelha arrancada.

Veja o vídeo:

Acompanhe Sulminas146 no Twitter e no Facebook.

1 comentário

  1. sebastiao lopes de melo filho

    e uma vergonha , entrando em ipuiuna ja comeca a perseguicao da cachorrada,ja perdi um bezerro,cade as autoridades.