Edição
Edição
Sulminas146

Sul de Minas

Pesquisa analisa viabilidade de produção de trigo no Sul de Minas

Na Fazenda-Escola, foram plantadas 70 variedades de trigo. A ideia é testar a evolução de cada uma delas e a exequibilidade da plantação no período do inverno.

Artigo por IFSULDEMINAS
Foto Reprodução.
Pesquisa para melhorar produção de trigo
Pesquisa para melhorar produção de trigo

Uma pesquisa desenvolvida pelo IFSULDEMINAS, em parceria com a Embrapa Trigo – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, analisa a viabilidade da produção de trigo no Sul de Minas Gerais. Desde abril de 2015, uma área de meio hectare, localizada na Fazenda-Escola do Câmpus Inconfidentes, funciona como campo experimental para os pesquisadores analisarem o desenvolvimento da lavoura na região.

“Vamos verificar a nutrição, o manejo, a regulagem de crescimento, espigamento, florescimento, maturação e estatura,” explicou o coordenador do projeto e pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, professor José Luiz de Andrade Rezende Pereira.

Estudantes envolvidos

Na Fazenda-Escola, foram plantadas 70 variedades de trigo. A ideia é testar a evolução de cada uma delas e a exequibilidade da plantação no período do inverno. Cerca de 20 alunos do Câmpus Inconfidentes acompanham o progresso da plantação. Uma delas é a estudante do 10º período de Engenharia Agronômica, Lais Teles. “Um grupo de estudantes chamado Geagro implantou o experimento. Avaliamos o ciclo de dias de todas as cultivares quanto à germinação e as características destas plantas”, contou Teles enquanto analisava as anotações sobre a lavoura. “A experiência que tenho adquirido com esta cultura vai enriquecer minha experiência profissional”, comemorou a aluna para quem a relevância da pesquisa está em disseminar informações técnicas sobre a produção. “Vamos mostrar quais as cultivares tiveram melhor desempenho, de acordo com nosso clima, para os agricultores terem uma referência”, planeja Laís.

Visita dos pesquisadores da Embrapa

Na tarde de segunda-feira, 10 de agosto, pesquisadores da Embrapa Trigo, de Passo Fundo-RS, visitaram o experimento e observaram o desenvolvimento da lavoura. Segundo eles, há hoje no Brasil três grandes regiões produtoras de trigo: o Sul, com características de clima frio e úmido; o Brasil meridional, com temperaturas elevadas; e o Brasil central, com biomas do cerrado. “Agora estamos desvendando uma nova região produtora que é o Sul de Minas. Aqui a lavoura está ocupando a entresafra das culturas de verão, ou seja, a soja e o milho. No inverno poderemos investir no trigo”, esclareceu o chefe-geral da Embrapa Trigo, Sérgio Roberto Dotto.

De acordo com o pesquisador, o clima seco e frio do Sul de Minas é favorável para o desenvolvimento da lavoura. “O trigo matura numa condição de seca. Depois que ele espiga, o grão começa a maturar. A partir daí ele não quer mais chuva. Ele quer seca, calor e luminosidade. Aqui se encontra estas características”, observou o representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, destacando que no Sul de Minas o início da colheita acontece em agosto.

Dotto destacou ainda o aumento do potencial da produção de trigo no extremo sul do estado. “Nos últimos três anos, a safra nas cidades aqui próximas foi triplicado”, relatou.

Localização estratégica

A localização geográfica da região é outra vantagem para a produção do trigo. A proximidade dos grandes centros consumidores como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte é considerada pelos representantes da IMG 0813Embrapa como determinante para os investimentos.

“Para trazermos o trigo da região tradicional, a logística fica muito cara. Estamos visitando esta região para fazermos uma programação de pesquisa e fazermos o melhor desenvolvimento da cultura neste local”, comentou Sérgio Roberto.

De acordo com os pesquisadores da Embrapa, hoje o Sul de Minas tem cerca de 20 mil hectares de plantação do cereal. Depois de visitar o campo experimental do IFSULDEMINAS, eles avaliaram o trabalho desenvolvido por professores e alunos do Instituto Federal. “A pesquisa está bem conduzida. O trigo tem apresentado desenvolvimento muito bom, tanto no aspecto vegetativo e de sanidade. A cultura está excelente”, elogiou Dotto.

Resultados compartilhados

A intenção dos pesquisadores é compartilhar o resultado da pesquisa com os produtores do Sul de Minas. Informações como tecnologias e época de plantio deverão ser transmitidas para os produtores rurais. “Vamos levar os resultados para nossos principais clientes, que são os agricultores”, finalizou o pesquisador da Embrapa.

Seja o primeiro a comentar