Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Preço da gasolina já ultrapassa R$ 4 em posto de cidade do Sul de Minas

Cidade obedeceu a novo reajuste que entrou em vigor nesta semana. Minaspetro justifica aumento com base na elevação dos impostos.

Do G1

Abastecer em Pouso Alegre está mais caro do que em outras cidades do Sul de Minas. Em alguns postos, o preço do litro da gasolina já ultrapassa os R$ 4. O primeiro aumento entrou em vigor no último dia 2 de fevereiro e o segundo, nesta semana.

O novo aumento foi publicado no diário oficial da união no dia 10 de fevereiro, após uma reunião do Conselho Nacional de Polícia Fazendária, que é feita a cada 15 dias. A justificativa, segundo o sindicato que representa os comerciantes de derivados de petróleo em Minas Gerais, o Minaspetro, está nos impostos.

“Nós tivemos um aumento pesado referente aos impostos federais e agora, em fevereiro, Minas Gerais resolveu corrigir também os aumentos e subiu aí R$ 0,08 centavos por litro o preço do combustível”, explicou o diretor do Minaspetro em Pouso Alegre, Luiz Anselmo Rigotti.

Preços dos combustíveis aumentaram pela segunda vez no mês (Foto: Reprodução/EPTV)

Preços dos combustíveis aumentaram pela segunda vez no mês (Foto: Reprodução/EPTV)

Com o preço do litro da gasolina a R$ 4,09, o gerente de um posto reclama que o movimento caiu. “Os reajustes já estão influenciando no movimento, que tem diminuído”, comentou Antônio Alves Taveira Junior.

Os motoristas ficaram surpresos com o aumento. “Eu tomei um susto quando cheguei e vi, porque aumentou esses dias e agora novamente”, disse o aposentado Adilson Morais.

O mesmo aconteceu com Antônio Corrêa. “Está abusivo, né? Eles fazem o que querem, aumentam o quanto querem”, comentou.

E se para os motoristas o reajuste já pesa, quem depende diretamente dos combustíveis já começou a fazer as contas, como o taxista Gervásio Melo Castro. “Eu já contabilizo prejuízos, porque os preços das corridas estão defasados em relação ao do combustível. Não estamos dando conta de acompanhar e cada carro da frota de 13 chega a rodar 10 mil km por mês”, detalhou.

Por enquanto os reajustes ainda não chegaram aos postos de alguns municípios do Sul de Minas. Em Poços de Caldas (MG), Varginha (MG) e Passos (MG) ainda não existe previsão de novo reajuste. Já em Lavras (MG), apenas um posto atualizou o aumento duas vezes em fevereiro.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar