Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Projeto de eficiência energética é aplicado em escolas de Santa Rita do Sapucaí

A proposta é levar a teoria e ação desse tema e de sustentabilidade a crianças e adolescentes de Santa Rita.

Da Rádio Difusora

O projeto educacional Vida Sustentável chegou a 180 estudantes da Escola Estadual Sanico Teles em Santa Rita do Sapucaí. Ele surgiu quando o professor de química e meio ambiente, Alexandro Nunes, inscreveu esse trabalho no concurso Cemig Sustentável, sob o tema eficiência energética. A proposta é levar a teoria e ação desse tema e de sustentabilidade a crianças e adolescentes de Santa Rita. No próximo ano, os alunos da Escola Estadual Sinhá Moreira também devem participar do projeto.

Inicialmente, estudantes do ensino médio fazem cálculos de consumo de energia nos eletrodomésticos na residência deles e aprendem sobre coleta seletiva e coleta de pilhas e baterias. O professor ressalta que deseja que eles conheçam e utilizem a educação ambiental e sustentabilidade no cotidiano. O trabalho realizado em Santa Rita resultou no desenvolvimento de “um software que quantifica a quantidade de energia que os alunos treinados conseguem economizar em suas residências. E aí esse software converte essa quantidade de energia economizada em créditos que podem ser comercializados no mercado mundial”, fala ele.

Professor inscreveu o trabalho no concurso Cemig Sustentável (foto: divulgação)

Professor inscreveu o trabalho no concurso Cemig Sustentável (foto: divulgação)

Nunes comenta que os estudantes aprendem sobre o selo do PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) que mede a eficiência energética do produto e a identifica ao consumidor por meio das letras A até a G presentes no selo. “Se ele (produto) for de classe A ele é um aparelho energeticamente eficiente, ele vai te dar um retorno a médio e longo prazo na diferença de preço do momento da compra. Então o aluno passa a entender como funciona esse selo do Procel e como ele calcula quanto cada eletrodoméstico consome durante o mês de consumo na sua residência.”

Para o professor, os alunos aprovam o projeto. “Hoje o professor tem que apresentar temas que atraiam o interesse do aluno. Então é um tema interessante para o aluno porque vai resolver problemas do cotidiano deles.”

Uma pesquisa do Vida Sustentável em parceria com o EXCEN-Unifei apontou que os alunos que participaram do projeto modificaram os próprios hábitos de consumo e economizam 10% de energia elétrica na residência onde moram. “Em 2013 foi aplicado um questionário e feito um levantamento dos hábitos de consumo. E agora em 2014 foram aplicados novos questionários para ver se houve uma mudança nos hábitos desse alunos e houve realmente uma redução”, finaliza Nunes.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar