Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Projeto para cuidar da água premiado pela ONU chega ao Sul de Minas

Iniciativa visa recuperar nascentes, além de gerir os recursos hídricos. Representantes de pelo menos 50 municípios do Sul de Minas participaram da apresentação do projeto.

Projeto visa recuperar nascentes, mananciais e gerir melhor os recursos hídricos (Foto: Reprodução EPTV)

Projeto visa recuperar nascentes, mananciais e gerir melhor os recursos hídricos (Foto: Reprodução EPTV)

A cidade de Varginha, no Sul de Minas, vai ser a primeira cidade do estado a receber um programa premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto “Cultivando Água Boa” tem o objetivo de integrar vários setores da sociedade para recuperar nascentes, mananciais e gerir melhor os recursos hídricos.

Prefeitos e representantes de pelo menos 50 municípios do Sul de Minas participaram da apresentação do projeto na última sexta-feira (10). O encontro discutiu a iniciativa, que foi colocada em prática há 12 anos no Paraná pela equipe da Itaipu Binacional, responsável pelo trabalho.

“Trata-se de uma articulação de forças para cuidar de questões sagradas: da água, do solo, dos alimentos, além de enfrentar mudanças climáticas e recuperar nascente por nascente”, explica o coordenador do programa, Nelton Miguel Friedrich.

O programa foi premiado pela ONU como a melhor política de gestão da água no mundo. As experiências desenvolvidas em Varginha vão servir de base para expandir o projeto em outras regiões. Um comitê vai ser criado com a finalidade de definir as ações do programa. O grupo vai ser formado pelos órgãos governamentais, como prefeitura e Copasa, além de agricultores, membros de universidades e da comunidade.

O coordenador do programa ainda lembrou da importância da bacia do Rio Grande, tanto para a geração de energia, quanto para a agricultura no estado. “As águas do Rio Grande não são só importantes para o região, mas sim para o Brasil todo. Até chegar a Itaipu, essas águas já passaram por 12 hidrelétricas”, afirma.

LEIA TAMBÉM:

Água: projeto de Extrema, no Sul de Minas, é um dos mais bem sucedidos do mundo

Projeto Ambiental de Extrema é modelo para outras cidades do Sul de Minas

Acompanhe Sulminas146 no Twitter e no Facebook.

Seja o primeiro a comentar