Edição
Edição
Sulminas146

Itajubá

Projetos do Sul de Minas são selecionados para patrocínio do Governo

Cidades como Itamonte, Santa Rita do Sapucaí e Elói Mendes conseguiram recursos do Governo de Minas.

Governo divulga resultado de patrocínio

Governo divulga resultado de patrocínio (foto: reprodução)

Projetos de cidades do Sul de Minas foram selecionados no Edital para Concessão de Patrocínios a Eventos do Governo do Estado de Minas Gerais (Edital 01/2015). Foram recebidas 1.130 propostas e, destas, 109 foram selecionadas, beneficiando 65 municípios mineiros.

Projetos de Baependi, Itajubá, São Lourenço, Fama, Campo do Meio, Lavras, Alfenas, Cambuí, Serrania, Santana da Vargem, Monte Sião, Areado, Silvianópolis, Passos, Camanducaia, Pouso Alegre, Itamonte, Elói Mendes, Varginha e Santa Rita do Sapucaí foram contemplados.

A seleção dos projetos, feita pela Secretaria de Estado de Governo (Segov), em parceria com as empresas BDMG, Cemig, Copasa, Codemig e Gasmig, contempla requisitos tanto no âmbito da Administração Pública Direta quanto na Administração Pública Indireta. Serão investidos R$ 3,5 milhões.

Todos os projetos foram analisados por uma comissão julgadora, de acordo com os seguintes critérios estabelecidos no edital: acessibilidade, viabilidade, abrangência, diversidade e diferencial. Cada quesito recebeu notas que variavam de 0 a 5, totalizando 25 pontos, no máximo.

Neste sentido, o Comitê de Patrocínio deliberou sobre os valores a serem concedidos para cada projeto, com o objetivo de atender o maior número possível de ideias.

Na próxima terça-feira (4), será divulgado um cronograma de recebimento de documentos, bem como o órgão concedente do patrocínio. Caso os projetos classificados não apresentem a documentação conforme estabelecido no edital, serão convocados os projetos suplentes, obedecendo a ordem de pontuação. Foram selecionados 42 projetos suplentes.

Confira a lista dos projetos contemplados pelo edital de patrocínio a eventos:

Baependi – Festival da Juventude – R$ 25 mil
Fama – Feira livre de Fama – R$ 10 mil
São Lourenço – Copa Minas Gerais de Balonismo – R$ 40 mil
Passos – Salão Regional de Turismo do Circuito Turístico Nascente das Gerais – R$ 40 mil
Passos – Beco da Contracultura – R$ 10 mil
Campo do Meio – Agricultores familiares do Sul de Minas – R$ 35 mil
Itajubá – Fica 2015 – R$ 70 mil
Lavras – 2º Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira – R$ 30 mil
Alfenas – 3º Bárbaras Fest Show Beneficente – R$ 15 mil
Pouso Alegre – Circuito Cultural – R$ 30 mil
Pouso Alegre – Cidade Musical – R$ 50 mil
Cambuí – 5º Festival de Jiu Jitsu – R$ 20 mil
Elói Mendes – 2º Café Colonial da Família Pavoniana – R$ 10 mil
Itamonte – 26ª Exposição Agropecuária e Artesanal – R$ 50 mil
Serrania – Cinema na Praça – R$ 25 mil
Santana da Vargem – Desfile Cívico de 7 de Setembro – R$ 10 mil
Monte Sião – Fenat Verão 2015 – R$ 45 mil
Areado – 3ª Festa do Biscoito de Areado – R$ 30 mil
Varginha – Semana da Música de Varginha – R$ 18 mil
Santa Rita do Sapucaí – 1ª Feira do Livro do Vale da Eletrônica – R$ 25 mil
Camanducaia – Natal Cultural – R$ 60 mil
Silvianópolis – 2ª Feira de Sabores e Saberes – R$ 30 mil

Transparência

O Chamamento Público, iniciativa inédita do Governo de Minas Gerais, teve como objetivo trazer maior transparência para o processo de concessão de patrocínio no estado, permitindo que todos os interessados pudessem participar de forma igual e mais democrática.

O Edital foi aberto para pessoas físicas ou jurídicas, de acordo com os requisitos discriminados no documento, e para entes públicos, dentre eles os municípios, com exceção da administração estadual.

Foram recebidos projetos nas seguintes áreas: cultural, social, ambiental, educacional, assistencial, agricultura, pecuária, saúde, turismo, esporte, ciência, tecnologia, segurança pública, economia, trabalho e emprego. Na área cultural, não foram contemplados projetos abarcados por isenção fiscal.

Para outras informações ou dúvidas, entre em contato pelo telefone 3915-9214 ou pelo e-mail patrocí[email protected]

AS MAIS LIDAS:

Conheça as dez menores cidades para se viver no Sul de Minas

Proprietária de imóvel situado às margens de Furnas terá de demolir construções

Cidades do Sul de Minas estão entre as melhores para se viver em Minas

Onça-parda é fotografada na Serra Fina, no Sul de Minas

1 comentário

  1. Eduardo Giachini Mota Silva

    Patrocínios são o segundo maior ralo de dinheiro público. Só perdem para as obras de engenharia, como temos visto amplamente na TV. Os responsáveis pela liberação desse dinheiro deveriam ser obrigados a comprovar, por exemplo, que a cidade contemplada teve uma arrecadação maior do que o investimento. Só para ficar nos exemplos acima, a prefeitura de Cambuí deveria comprovar que recebeu, em impostos gerados pelo Festival de Jiu-Jitsu, um valor maior que o patrocínio. Outra questão é o dinheiro público financiando iniciativas privadas como as exposições agropecuárias. E como explicar que o festival de cinema na praça de Serrania não é, nada mais nada menos, do que circo para o povo? Claro que alguns projetos, pelo nome, revelam-se sustentáveis e interessantes, mas esse tipo de iniciativa não passa de política caça votos de deputados estaduais ligados ao governo e isso ocorre em todas as instância e com todos os partidos. O pior é que dá certo! A população de Serrania trocará seu voto pelo cinema na praça, a de Cambuí pelo festival de Jiu Jitsu e a população de Camanducaia por luzinhas coloridas no Natal. Pobre país!