Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Protesto de internet vira mutirão para recuperar ruas em cidade do Sul de Minas

Professora criou movimento de brincadeira e inspirou voluntários.

Do G1

Cimento, areia, pedregulho, água e boa vontade. De enxada nas mãos, moradores de Guaranésia, no Sul de Minas, vão aos poucos dando cara nova as ruas antes tomadas por buracos. O trabalho é de formiguinha e começou de uma maneira bem despretensiosa. “O pessoal tem criado movimentos de brincadeira nas redes sociais e eu resolvi criar o meu, até como forma de protesto, mas aí surgiu a ideia de transformar esse protesto em algo útil”, conta a professora Walessa Rodrigues, de 23 anos.

Walessa criou a comunidade “Plantio de árvores nas ruas de Guaranésia” em meados de janeiro. De início, pouco mais de 150 pessoas aceitaram participar do evento imaginário programado para setembro deste ano. Por trás da brincadeira, surgiu um espaço para que moradores da cidade falassem um pouco dos problemas que enfrentavam.

“Há mais de dois anos, vemos várias ruas abandonadas, mas nada muda”, relata a professora. “Alguns vereadores chegaram a levar nossas reivindicações à prefeitura, mas o problema continuou. Então, quando o movimento surgiu, alguém disse ‘por que a gente não se une e dá o exemplo’?”

Em Guaranésia, MG, moradores têm organizado mutirões para tampar buracos (Foto: Arquivo Pessoal/ Walessa Rodrigues)

Em Guaranésia, MG, moradores têm organizado mutirões para tampar buracos
(Foto: Arquivo Pessoal/ Walessa Rodrigues)

Foi assim que um grupo se formou e começou a arrecadar o material necessário para a tarefa. A coleta, feita porta a porta, foi suficiente para a organização do primeiro mutirão, realizado no dia 2 de fevereiro. Durante todo o domingo, cerca de 20 voluntários, de todas as idades, se revezaram na improvisada “operação tapa-buraco” em dois bairros da cidade.

Na lista de prioridades, as ruas Paulo Lopes e Antônio R. Carvalho, na Vila Cruzeiro, e a rua Joaquim Antônio Franco, na Vila Lopes, ganharam capina, varrição e cobertura de buracos. Agora, o mutirão se prepara para reunir mais material e completar o trabalho em pelo menos outras duas ruas. “Não deixa de ser uma forma de ajudar a nossa cidade”, avalia a professora.

Parecer da Prefeitura
O chefe do Setor de Obras e Urbanismo de Guaranésia, Luciano Fonseca, informou que a prefeitura possui um plano de recapeamento de ruas. Segundo Fonseca, o projeto deveria ter sido executado em 2014, mas um corte no repasse de recursos para o município teria prejudicado os trabalhos.

Fonseca ainda disse que um processo licitatório deve ser realizado nos próximos meses justamente para recuperar os pontos mais críticos na pavimentação da cidade. Ele descartou que a promessa de recapeamento tenha ligação com o mutirão realizado pelos moradores.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

 

Seja o primeiro a comentar