Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Queijo mineiro ganha medalha de prata em concurso realizado na França

Produzido na Serra da Canastra o queijo concorreu com mais de 600 candidatos ao prêmio.

Produção de queijo canastra. Acervo Setur MG/ Xará

Produção de queijo canastra. Acervo Setur MG/ Xará

Minas Gerais, que já teve reconhecidos e premiados o seu café, a sua cachaça e até a cerveja artesanal, conseguiu agora um feito inédito. Um queijo, produzido na região da Serra da Canastra, na fazenda Estância Capim Canastra, ganhou medalha de prata na competição internacional Mondial du Fromage de Tours, realizada na França. A iguaria mineira concorreu com mais de 600 tipos de queijo e venceu na categoria massa prensada não cozida de leite cru de vaca.

Para o produtor do queijo medalhista, Guilherme Ferreira, o sucesso no concurso se deve à qualidade do gado Caracu, ao solo rico em minerais e à água pura da região. Durante a competição, os queijos são organizados de forma que a sua origem não seja identificada. O produto premiado foi levado por um produtor mineiro que foi ao país para fazer um curso de afinação de queijos. Foram oito queijos nacionais escolhidos a dedo, entre eles, o da Serra da Canastra.

A Região da Serra da Canastra conta hoje com cerca de 800 produtores de queijo, mas apenas 40 deles são certificados.

Selo

Em dezembro de 2014 o queijo produzido na Serra da Canastra ganhou um selo de identificação geográfica, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O objetivo é dificultar a venda desregrada de outros tipos de queijo com as mesmas especificidades, como se fossem produzidos na Canastra. O produto da região é comercializado com três identificações: o selo da vigilância sanitária, o de identificação geográfica e a logomarca criada pelos produtores. O primeiro atesta as condições produtivas; o segundo garante que o queijo foi feito seguindo as regras certificadas pelo Inpi e o último confirma a origem.

Da Ascom-MG

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar