Edição
Edição
Sulminas146

Minas

Serra do Cipó tem novo roteiro de observação de pássaros

Serão oferecidas visitas ecopedagógicas para que estudantes e crianças entrem em contato com a natureza, na Serra do Cipó.

Foto: divulgação Setur
Novo roteiro de observação de pássaros na Serra do Cipó
Novo roteiro de observação de pássaros na Serra do Cipó

A região da Serra do Cipó conta com um novo roteiro turístico, com foco principal na observação de pássaros e flores do cerrado. As atividades foram projetadas dentro da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Alto Palácio, que já conta com um restaurante, uma área para soltura de aves e uma pequena capela, batizada pelos proprietários de Mater, onde podem ser realizados batizados e casamentos.

Serão oferecidas visitas ecopedagógicas para que estudantes e crianças entrem em contato com a natureza observando o processo de reintrodução de aves ao seu habitat natural, e em breve serão instalados ainda o Museu do Cerrado e hotel boutique.

Segundo o proprietário da RPPN, Lucas Davis, o público que procura a atividade de observação de pássaros e flores é bastante específico e possui um alto grau de consciência ambiental. O roteiro se destacará por apresentar outras possibilidades dentro da bela reserva que conta com cachoeiras e outras atividades aventureiras.

Na reserva, espécies raras de pássaros podem ser encontradas, dentre os quais o beija-flor de gravata verde, o bacurauzinho, o caminheiro de barriga acanelada, o pedreiro do Espinhaço e o João Bobo.

A equipe da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) foi convidada para uma visita técnica e avaliou o potencial do roteiro. Para a diretora de Desenvolvimento e Marketing de Produtos e Apoio à Comercialização, Renata Toffoli, “o roteiro atende à expectativa do mercado turístico, seguindo a tendência do turismo de experiência com atividades que proporcionam não somente conhecer os atrativos, mas também vivenciar os costumes, a cultura local, gastronomia, artesanato, etc. Isso mostra que Minas Gerais não foge da tendência mundial”.

O roteiro será comercializado pelas agências de turismo e receptivos da região da Serra do Cipó e de Belo Horizonte, para grupos de até 10 pessoas.

Seja o primeiro a comentar