Edição
Edição
Sulminas146

Sul de Minas

Sul de Minas tem 12 cidades premiadas com índice zero de homicídios

Governo premia 33 cidades mineiras com índice zero de homicídios nos últimos 10 anos.

Artigo por Hoje em Dia

No próximo dia 10 (quinta-feira), às 18 horas, 33 cidades mineiras receberão o Prêmio Mineiro de Direitos Humanos no Hall das Bandeiras da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho).

Das 33 premiadas, 12 são do Sul de Minas: Arantina, Carrancas, Congonhal, Dom Viçoso, Fama, Gonçalves, Ingaí, Minduri, Olímpio Noronha, São João da Mata, Serranos e Turvolândia.

A condecoração será concedida pela primeira vez no Estado a 33 municípios que tiveram índice zero de homicídios nos últimos dez anos, de acordo com os registros da Polícia Militar e do Secretaria de Estado de Saúde.

O prêmio, considerado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac) como um estímulo às práticas de promoção, proteção e defesa dos direitos humanos no Estado será entregue no mesmo dia que se comemora o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Como premiação, o secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda, entregará aos prefeitos um acervo de livros, para que os municípios modernizem ou comecem a montar uma biblioteca pública. Além dos livros, as bibliotecas vão receber computadores doados pela Fundação Banco do Brasil.

Confira abaixo os municípios que tiveram índice zero de homicídios nos últimos 10 anos:

Alto Caparaó

Arantina

Belmiro Braga

Capela Nova

Caranaíba

Carrancas

Casa Grande

Conceição da Barra de Minas

Congonhal

Dom Viçoso

Douradoquara

Fama

Gonçalves

Grupiara

Ibituruna

Ingaí

Itambé do Mato Dentro

Madre de Deus de Minas

Maripá de Minas

Minduri

Olímpio Noronha

Paiva

Passabém

Pequeri

Rio Doce

Rochedo de Minas

Santana do Garambéu

Santo Antônio do Rio Abaixo

São João da Mata

Senhora dos Remédios

Serranos

Turvolândia

Itamarati de Minas

Siga o Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar