Edição
Edição
Sulminas146

Destaque no Sulminas146

Sul de Minas terá dois polos no Parlamento Jovem de Minas de 2015

Estudantes de 41 cidades, 14 a mais do que na última edição, vão debater segurança pública e direitos humanos.

Da ALMG

Uma das novidades da edição 2015 do Parlamento Jovem de Minas, projeto da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com a PUC Minas e câmaras municipais, é o agrupamento de todos as cidades participantes em polos regionais. Neste ano foi registrada a adesão de 14 novos municípios, totalizando 41 divididos em oito polos, sendo dois na região do Sul de Minas com um polo em Pouso Alegre e outro em Poços de Caldas.

Os eventos de lançamento do Parlamento Jovem de Minas, que visa a estimular a formação política de estudantes do ensino médio, começaram na última segunda-feira (23/2/15).

O tema em pauta neste ano, uma escolha dos próprios alunos, é “Segurança Pública e Direitos Humanos”. A relevância do debate fica patente devido aos índices de criminalidade elevados no Brasil, tendo os jovens como o principal grupo de risco. De acordo com o Mapa da Violência de 2013, os homicídios são a principal causa de morte de jovens de 15 a 24 anos no Brasil, e atingem especialmente jovens negros do sexo masculino, moradores das periferias e áreas metropolitanas.

No Parlamento Jovem de Minas, o primeiro passo é dado pelas câmaras municipais, que mobilizam escolas do ensino médio e fazem parcerias com universidades, órgãos públicos, empresas e organizações da sociedade civil para a implementação do projeto, formando uma extensa rede de formação política e educação legislativa em todo o Estado. Os estudantes, com o auxílio de monitores das câmaras, estudam o tema do projeto, debatem, elaboram e votam propostas de ação.

Na sequência, a etapa regional fica sob a coordenação de municípios polo, com representantes das outras cidades vizinhas. Já a etapa estadual, realizada em Belo Horizonte, na sede do Parlamento mineiro, reúne representantes de todos os municípios e regiões participantes, sob a coordenação da Escola do Legislativo da ALMG e da PUC Minas. Ao final da etapa estadual, os estudantes votam propostas de ação para o poder público e de aperfeiçoamento da legislação sobre o tema estudado.

O documento final com as propostas aprovadas do Parlamento Jovem de Minas é entregue então à Comissão de Participação Popular da ALMG, que o analisa, emite um parecer e propõe um encaminhamento.

Confira abaixo as cidades participantes em cada polo regional do projeto (em destaque, os municípios-sede dos polos):

parlamento-jovem2

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

Seja o primeiro a comentar