Edição
Edição
Sulminas146

Aiuruoca

Turismo Cultural é o segmento mais atraente em MG, segundo pesquisa

Segmento turismo cultural tem a preferência de 38,5% dos turistas.

Tiradentes é uma das cidades mais visitadas no segmento de turismo cultural

São João Del Rei é uma das cidades mais visitadas no segmento de turismo cultural (foto: divulgação)

Apesar dos apelos para o turismo rural e ecoturismo, cada vez mais na “moda” em razão das mudanças de comportamento das pessoas, que buscam maior contato com a natureza e esportes de aventura, em Minas Gerais, o turismo cultural é o que mais atrai visitantes no estado.

Pelo menos é o que revela pesquisa no site da Secretaria Estadual de Turismo de Minas Gerais, o segmento turismo cultural está com 38,5% da preferência dos turistas. O turismo rural vem na sequência, com 23,3%, seguido pelo ecoturismo (18%), turismo de aventura (15,3%) e turismo de negócios (5%).

Turismo Cultural compreende as atividades turísticas relacionadas à vivência do conjunto de elementos significativos do patrimônio
histórico e cultural e dos eventos culturais, valorizando e promovendo os bens materiais e imateriais da cultura. Geralmente ocorre nas cidades históricas ou locais com monumentos arquitetônicos com grande representatividade cultural. Atualmente, esse setor do turismo vem se desenvolvendo gradativamente.

Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São João del-Rei, entre outras, puxam a preferência dos turistas para este segmento, segundo a pergunta feita na pesquisa: “Qual o segmento de turismo que mais te atrai a Minas?”.

Influência Movimento Modernista

Segundo artigo de Jacqueline Pimenta de Carvalho, foi na primeira metade do século XX , por meio do movimento modernista que as cidades históricas passaram a chamar a atenção pela atratividade cultural no país.

“O movimento modernista iniciado com a Semana da Arte Moderna em 1922, após a visita do arquiteto Lúcio Costa à Diamantina, levou a visita de escritores e arquitetos modernistas às cidades históricas da região mineradora de Minas Gerais liderados por Mário de Andrade e Oswald de Andrade em 1924, buscando na arquitetura colonial restabelecer a identidade nacional brasileira contra a grande influência moderna européia na arquitetura e nas artes brasileira. Diamantina, Sabará, São João Del Rei, Mariana, Ouro Preto, Caraça passam a ser a expressão de um vigor arquitetônico, segundo Lúcio Costa”, diz Carvalho.

Errata: Diferentemente do que foi publicado inicialmente, a imagem desta matéria não é de Tiradentes e sim de São João Del Rei.

Leia mais notícias da região no Sulminas146

Acompanhe Sulminas146 no Facebook e no Twitter

2 comentários

  1. Carlos Romero

    Bom dia. Essa imagem não é de São João Del Rei não?

  2. Moderador

    Você tem razão Carlos Romero. Pedimos desculpa pelo equívoco e já corrigimos a informação.