Edição
Edição
Sulminas146

Sul de Minas

Veja ranking das melhores cidades para se viver no Sul de Minas, segundo Firjan

O IFDM (Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal) é um estudo que acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todas as mais de 5 mil cidades brasileiras em três áreas de atuação.

O Sul de Minas cada vez mais desponta como local com boa qualidade de vida. Cidades da região constantemente aparecem em estudos e pesquisas com bons indicadores de desenvolvimento e qualidade. É o caso dos dados divulgados pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), levando em consideração questões como educação, saúde, emprego e renda, segundo o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM).

Das 155 cidades do Sul de Minas, por exemplo, 85 delas estão entre as 300 melhores do estado e entre as 1900 melhores do Brasil.E é da região a melhor cidade pelo indicador: Extrema, com IFDM de 0,9050.. Já a cidade que aparece na pior situação na região é Wenceslau Braz, com IFDM de 0,5764, abaixo da média nacional, e fica 4099ª colocação do Brasil. Veja ranking completo abaixo.

(foto: divulgação)
Wenceslau Braz tem o pior IFDM do Sul de Minas
Wenceslau Braz tem o pior IFDM do Sul de Minas

O indicador revela que 84,1% das cidades mineiras têm nível de desenvolvimento alto ou moderado. O estudo destaca ainda que o estado não possui qualquer cidade de baixo desenvolvimento. Além disso, fica em Minas Gerais a cidade com a maior nota do país: Extrema.

Extrema se manteve na primeira posição do estado e passou da 30ª para o topo da classificação nacional, tendo apresentado crescimento nas três vertentes, principalmente em Educação. Além disso, o município apresenta alto grau de desenvolvimento nas três áreas analisadas pelo índice, o que acontece em apenas 30 cidades do país.

Em sua nova edição – com base em dados oficiais de 2013, últimos disponíveis – o estudo divulgado no mês passado, traz comparações com outros anos da série histórica, iniciada em 2005, e projeções sobre a evolução do desenvolvimento por conta da deterioração do cenário econômico.

O indicador varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada cidade em quatro categorias: desenvolvimento baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1). Foram avaliados 5.517 municípios, que abrigam 99,8% da população. Ficaram fora do índice cinco cidades criadas recentemente, que ainda não possuem dados suficientes para análise, e 48 que não declararam ou possuem informações inconsistentes.

As 10 melhores cidades para se viver no Sul de Minas, segundo Firjan

O IFHM não mede exatamente qualidade de vida. Embora, claro, municípios com elevados índices de educação, saúde, emprego e renda alta tendam a ser bons lugares para se viver.

O levantamento é feito pela Firjan exclusivamente com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Confira o ranking completo das 155 cidades do Sul de Minas:

Arte: Sulminas146
Ranking IFDM 2015 do Sul de Minas
Ranking IFDM 2015 do Sul de Minas
Siga o Sulminas146 no Facebook e no Twitter

6 comentários

  1. Rafael

    Índices muito bons do Sul de Minas se comparados com o resto de Minas e com o Brasil. Já podemos pensar seriamente para esta região ser um novo estado.

    • Loyde

      A divisão empobrece, a união enriquece.

    • Alba

      Sempre que há divisões crescem os problemas e o número de políticos. E somos nós que pagamos as contas .

  2. Maria de Lourdes.

    Que bom, minha pequena cidade ESTIVA também aparece na lista. Motivo de muito orgulho para os Estivenses. E parabéns pra nossa vizinha cidade, Extrema, em destaque entre as melhores.

  3. Evandro

    eh itajubazinho véi de guerra, adoro esse lugar

  4. Regina

    Virgínia em 59º lugar; não está ruim mas precisa melhorar...