Edição
Edição
Sulminas146

Notícias

Voo livre surge como nova força para o turismo

Prática cresce no Brasil (foto: divulgação)

Prática cresce no Brasil (foto: divulgação)

A atividade de voo livre vem movimentando cidades brasileiras de norte a sul do país. São mais de cinco mil pilotos nacionais amantes da modalidade se deslocando em busca de adrenalina e belas paisagens – e um número crescente de turistas movimentando destinos que recentemente descobriram a vocação para o voo livre.

O Brasil é considerado um dos melhores locais do mundo para voar, de acordo com o presidente da Associação Brasileira de Voo Livre (ABVL), Francisco Santos. Isso se deve ao grande número de pontos de decolagem, ao clima favorável e ao fato de ter uma fábrica nacional de parapentes. A prática de voo livre compreende as modalidades de parapente e asa-delta.

Em Passa Quatro, entre os dias 30 e 31 de agosto, será realizado o III Festival Mantiqueira de Voo Livre. O evento vai contar com atrações como acrobacia em Paramotor, em Parapente, Feira Aero Desportiva, shows e recreações.

A cidade de Quixadá, no Ceará, teve sua rotina alterada pela prática recente de voo livre.  A modalidade movimentou o turismo da cidade e novos hotéis foram construídos para atender ao aumento da demanda. Um deles é o Pedra dos Ventos Resort, que tem como público principal os turistas ligados à prática de voo livre. O hotel é sede do Cross Country – XCeará, competição tradicional que acontece há 19 anos e reúne os melhores pilotos do mundo.

Brasília e Rio de Janeiro são cidades que já atraem turistas interessados na prática de asa-delta. Já as cidades de Águas da Prata (SP) e Governador Valadares (MG) recebem visitantes interessados em parapente. Todas elas sediam os principais eventos nacionais da modalidade.

Um estudo do MTur, em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), de 2010, revela que cerca de 5,4 milhões de pessoas visitam o Brasil em busca de aventura e lazer ao ar livre. Ainda segundo esta pesquisa, o segmento movimenta a economia e pode chegar a oferecer até 18 mil vagas de empregos.

Seja o primeiro a comentar